Gestão Tecnológica em Hospitais: Benefícios e Soluções
post18-blog
Por Tec Mobile Tempo de Leitura: 9 minutos

 

A tecnologia está transformando a maneira como os hospitais funcionam no Brasil, trazendo muitas melhorias na eficiência e na qualidade do atendimento aos pacientes. 

A gestão tecnológica é uma parte essencial dessa mudança, pois envolve o uso de ferramentas e sistemas modernos para melhorar a administração hospitalar. 

Neste artigo, vamos explorar a importância da gestão tecnológica nos hospitais, destacando as principais tecnologias usadas e os benefícios que elas trazem.

O Que é Gestão Tecnológica em Hospitais?

A gestão tecnológica em hospitais refere-se ao uso de tecnologias modernas para gerenciar as operações de maneira mais eficiente. Isso inclui a implementação de sistemas de informação, como prontuários eletrônicos, softwares de gestão de estoques e plataformas de comunicação interna. 

Esses sistemas ajudam a centralizar e organizar as informações, tornando tudo mais fácil de gerenciar e acessar.

Tecnologias Essenciais na Gestão Hospitalar

1. Sistemas de Informação Hospitalar (HIS)

Os Sistemas de Informação Hospitalar (HIS) são como o coração da gestão tecnológica nos hospitais. 

Eles centralizam dados importantes dos pacientes, facilitando o acesso rápido e seguro às informações médicas. 

Com esses sistemas, os profissionais de saúde podem acessar históricos de tratamento, resultados de exames e planos de cuidados de forma integrada, melhorando a coordenação e a continuidade do cuidado. 

Além disso, permitem analisar grandes volumes de dados, ajudando na tomada de decisões estratégicas e na melhoria contínua dos serviços de saúde.

Exemplos de Sistemas de Informação Hospitalar no Brasil:

  • Saúde One Next: Oferece gestão integrada de dados hospitalares, melhorando a coordenação entre diferentes áreas e proporcionando uma visão completa das operações hospitalares. Saúde One Next.
  • TOTVS: Oferece uma solução robusta que centraliza informações de pacientes, facilitando o acesso e a gestão dos dados médicos de forma integrada. TOTVS.
  • MV Sistemas: É uma das principais fornecedoras de HIS no Brasil, oferecendo ferramentas que centralizam os dados dos pacientes e suportam a tomada de decisões clínicas. MV Sistemas.

2. Prontuários Eletrônicos

Os prontuários eletrônicos substituem os registros em papel, permitindo que as informações médicas sejam atualizadas em tempo real. 

Isso é crucial durante emergências, onde o acesso rápido e preciso às informações pode salvar vidas. Eles também reduzem erros administrativos e melhoram a continuidade do cuidado, pois todos os dados do paciente estão disponíveis de maneira organizada e acessível. 

Além disso, diferentes sistemas de prontuários eletrônicos podem se comunicar entre si, garantindo que as informações sejam compartilhadas de maneira segura entre diferentes instituições de saúde.

Exemplos de Prontuários Eletrônicos no Brasil:

  • Saúde One Next: Inclui um módulo de prontuário eletrônico que facilita o acesso e atualização das informações dos pacientes, integrando dados de diversas áreas do hospital. Saúde One Next.
  • Soul MV: Parte das soluções da MV Sistemas, o Soul MV inclui um módulo robusto de prontuário eletrônico para facilitar a gestão das informações dos pacientes. Soul MV.
  • Prontmed: Focado na gestão de prontuários eletrônicos, o Prontmed facilita a organização e o acesso às informações dos pacientes, promovendo uma continuidade eficiente do cuidado. Prontmed.

3. Softwares de Gestão de Estoques

A gestão de estoques é uma área crítica nos hospitais, onde a falta de medicamentos ou equipamentos pode ter consequências graves. 

Os softwares de gestão de estoques ajudam a monitorar e controlar os estoques de medicamentos e materiais hospitalares, evitando desperdícios e garantindo que os itens essenciais estejam sempre disponíveis. 

Sistemas avançados podem prever necessidades futuras com base em dados históricos e padrões de uso, permitindo uma gestão proativa e eficiente. 

Além disso, esses sistemas podem integrar-se a plataformas de fornecedores, facilitando o reabastecimento automático e reduzindo o tempo de inatividade.

Exemplos de Softwares de Gestão de Estoques no Brasil:

  • Saúde One Next: Inclui funcionalidades de gestão de estoques que permitem monitorar e controlar materiais hospitalares, integrando-se a fornecedores para facilitar o reabastecimento automático. Saúde One Next
  • TOTVS Gestão de Estoques: Muito utilizado no setor de saúde, o TOTVS oferece soluções que ajudam a controlar e gerenciar estoques de forma eficiente, evitando desperdícios e otimizando o uso de recursos. TOTVS
  • MV Sistemas: MV é uma das principais fornecedoras de software de gestão hospitalar no Brasil e oferece módulos específicos para a gestão de estoques, integrando dados de consumo e reabastecimento. MV Sistemas
  • Apdata: Conhecido por suas soluções integradas de RH e ERP, a Apdata também possui módulos de gestão de estoques que ajudam a monitorar e controlar o uso de medicamentos e materiais hospitalares. Apdata

4. Sistemas de Agendamento e Gestão de Pacientes

Sistemas de agendamento e gestão de pacientes são essenciais para melhorar a eficiência operacional dos hospitais. 

Eles permitem que os pacientes marquem consultas, exames e procedimentos de forma online, reduzindo a necessidade de chamadas telefônicas e filas de espera. 

Esses sistemas também ajudam a otimizar o uso dos recursos hospitalares, como salas de cirurgia e equipamentos de diagnóstico, garantindo que sejam utilizados de forma eficiente. 

Além disso, permitem o envio de lembretes automatizados para os pacientes, reduzindo o número de faltas e melhorando a adesão ao tratamento.

Exemplos de Sistemas de Agendamento e Gestão de Pacientes no Brasil:

  • Saúde One Next: Inclui um sistema de agendamento que permite aos pacientes marcar consultas e procedimentos online, além de enviar lembretes automatizados para reduzir faltas. Saúde One Next
  • iClinic: Uma plataforma completa que permite o agendamento online de consultas, gestão de prontuários eletrônicos e comunicação com pacientes. É bastante popular em clínicas e consultórios médicos. iClinic.
  • Doctoralia: Além de ser uma plataforma para encontrar médicos, o Doctoralia oferece sistemas de agendamento online e gestão de consultas, facilitando a comunicação entre pacientes e profissionais de saúde. Doctoralia.
  • Shosp: Uma solução de gestão hospitalar que inclui agendamento de consultas, prontuários eletrônicos e gestão de atendimentos, ideal para hospitais de médio e grande porte. Shosp.
  • Soul MV: Parte da suíte de soluções da MV Sistemas, o Soul MV oferece funcionalidades robustas para agendamento e gestão de pacientes, integrando-se com outros módulos de gestão hospitalar para um fluxo de trabalho mais eficiente. Soul MV.
  • Prontmed: Focado na gestão de prontuários eletrônicos e agendamentos, o Prontmed é uma ferramenta que facilita a organização de consultas e o acompanhamento de pacientes. Prontmed.

Benefícios da Gestão Tecnológica

1. Maior Eficiência Operacional

Automatizar tarefas rotineiras, como a administração de medicamentos e o registro de informações, libera tempo para que os profissionais de saúde se concentrem no cuidado ao paciente. 

Essa automação é complementada pela integração de sistemas, que permite que as informações sejam compartilhadas de maneira rápida e precisa entre diferentes departamentos. Como resultado, a coordenação melhora e o tempo de espera diminui. 

A análise de dados em tempo real também desempenha um papel crucial, permitindo a rápida identificação de problemas e a implementação de soluções eficientes, contribuindo para um ambiente de trabalho mais produtivo.

2. Redução de Erros

Sistemas automatizados diminuem a probabilidade de erros humanos, especialmente em áreas críticas como a administração de medicamentos e a gestão de registros médicos. 

A precisão dos dados e a capacidade de monitoramento contínuo ajudam a identificar e corrigir erros antes que causem danos aos pacientes. 

A padronização dos processos através da tecnologia garante que todos os profissionais sigam as mesmas diretrizes, reduzindo a variabilidade e aumentando a segurança no atendimento, o que é fundamental para um ambiente hospitalar seguro e eficiente.

3. Melhoria no Atendimento ao Paciente

O acesso imediato a informações precisas permite diagnósticos mais rápidos e tratamentos personalizados, elevando a qualidade do atendimento. E, integrado a sistemas, proporciona uma visão completa do histórico médico do paciente, facilitando decisões