Design de experiência para eventos: como utilizar os 5 sentidos?
design de experiência para eventos
Por Tec Mobile Tempo de Leitura: 4 minutos

 

Sua empresa está organizando um evento? Então, é claro que você quer obter retorno, não só por meio da venda de produtos e serviços, mas também por causar uma excelente impressão nos visitantes, de forma que eles nunca se esqueçam da sua marca. Por isso, vale muito a pena entender os princípios do design de experiência para eventos.

As empresas que planejam eventos visando estimular os 5 sentidos dos visitantes conseguem causar um impacto muito forte nos prospects. Isso gera negócios e produz defensores e divulgadores da marca. Então, para entender melhor o que é o design de experiências e como ele pode ser aplicado em eventos, continue a leitura!

O que é design de experiência e por que ele é importante?

Até algum tempo atrás, os clientes ficavam satisfeitos pelo simples fato de adquirir um produto de qualidade ou pagar por um serviço bem-feito. Porém, as pessoas estão se tornando cada vez mais exigentes e isso está estimulando a inovação no relacionamento com o cliente.

Além de pagar pelo produto ou serviço, o consumidor também está muito interessado na filosofia da marca. Assim, o design de experiência surgiu para encantar os clientes a partir de uma experiência de interação inesquecível.

Então, em vez de simplesmente tentar convencer uma pessoa a adquirir determinado produto, a empresa se concentra em encantar os prospects, tornando a venda apenas uma consequência da experiência.

Esse sistema de trabalho fideliza clientes e os transforma em fãs, que acabam divulgando naturalmente sua satisfação, tanto nas redes sociais como na convivência com os amigos e familiares.

Por que os 5 sentidos são importantes no design de experiência para eventos?

O sentido mais utilizado pelos humanos é a visão. Dessa forma, grande parte das estratégias de marketing focam unicamente no visual da comunicação. Porém, é interessante levar em conta a pesquisa feita pelo Dr. Trigg Engen, da Brown University, no estado de Rhode Island, nos Estados Unidos.

Os estudos desse psicólogo mostraram que nós temos uma capacidade bem maior de nos lembrar de aromas e odores do que nos lembrar de coisas que vimos no passado. Então, se uma marca encontrar uma forma de usar aromas em suas estratégias de marketing, qual será o resultado?

Com esse estímulo extra, o cérebro será impactado de forma mais profunda. Porém, os outros sentidos também podem ser trabalhados no design de experiências, fazendo com que os clientes associem boas sensações com a marca. Aliás, o relatório do evento poderá comprovar isso.

Mesmo que várias pessoas não façam negócio no momento, a empresa continuará na memória delas. Depois de algum tempo, voltarão para adquirir um produto ou serviço. E mesmo que isso não aconteça, essas pessoas se tornarão divulgadoras da marca.

Quais marcas aplicam o design de experiência?

Empresas de visão têm aplicado o design de experiência, alcançando assim um sucesso fantástico. Veja a seguir alguns exemplos de organizações que estão fazendo isso.

Nubank

O produto dessa instituição financeira não é novidade nenhuma no mercado: o cartão de crédito. Porém, a experiência envolvida na utilização do cartão é inovadora.

Além da própria cor do produto, a empresa inovou com a disponibilização de aplicativos de fácil utilização e design cativante. Além disso, a comunicação com os clientes é amigável e, em consequência disso, bastante agradável.

Starbucks

Muito mais que uma cafeteria, Starbucks é um fenômeno. O verdadeiro segredo do negócio não está no café, mas na experiência proporcionada pela decoração, pela música de fundo e seu mobiliário confortável. Além disso, a conveniência de ter tomadas próximas às mesas e o Wi-Fi gratuito compõem um ótimo ambiente para trabalho e, claro, para passeio.

Apple

Em Nova York, a loja da Apple é um lugar que muita gente visita visando apenas a experiência. Aberta 24 horas por dia, essa construção no formato de cubo, com seu elevador futurista e uma escada de caracol, é um dos pontos turísticos mais fotografados da cidade. Todos os produtos são disponibilizados para que os clientes façam testes e os conheçam.

Como o design de experiência pode ajudar a realizar eventos incríveis?

É essencial que cada participante leve consigo a lembrança de uma ótima experiência. Ou seja, o objetivo do evento não é vender mais. É entregar valor aos visitantes desde o momento em que eles chegam ao local. Afinal, se uma marca não conseguir encantar o prospect, muito provavelmente não conseguirá fazer negócios com ele futuramente.

Ao aplicar as técnicas do design de experiência, o organizador muitas vezes acaba deixando de lado os gostos pessoais, já que o foco da estratégia é o cliente. Assim, os visitantes do evento sairão contando tudo o que viram e sentiram, tomando a frente na propagação da marca.

Que ferramentas ajudam a explorar os 5 sentidos?

É uma boa ideia incluir alimentos e bebidas na experiência. Porém, esse recurso pode se tornar ainda mais interessante com a realização de demonstrações ou competições de culinária, se estiverem de acordo com o seu negócio. Além de estimular o paladar, isso ainda atiça o olfato dos presentes.

Músicas de fundo escolhidas de forma estratégica podem estimular o envolvimento dos clientes. Para explorar o tato, vale a pena deixar que as pessoas manuseiem o produto. Por fim, é possível impressionar os clientes com estímulos visuais, seja por meio de convites com designs criativos, sites ou vídeos bem produzidos.

Por que é importante entender o participante do evento?

Já que o foco do design de experiência está no cliente, é essencial conhecê-lo bem. Por oferecer uma experiência agradável, será possível tratá-lo como alguém importante, de uma forma que ele se sinta à vontade.

Isso requer a elaboração de uma persona. Esse conceito é muito importante no marketing, já que toda estratégia de comunicação deve ser dirigida a alguém. Afinal, não é possível agradar a todo mundo. Criar uma persona envolve boa pesquisa, a fim de conhecer detalhes do prospectivo cliente. A partir disso, é possível oferecer uma experiência realmente agradável.

Neste artigo, você teve a oportunidade de entender o que é o design de experiência para eventos e o quanto ele é importante. Sua empresa certamente quer se destacar da concorrência e essa estratégia pode ajudar a alcançar esse objetivo. Por transformar clientes em fãs, negócios serão gerados não só de imediato, mas também em médio e longo prazo.

Gostou das informações deste artigo? Você certamente vai gostar de tudo o que a gente publica por aqui. Então, assine a nossa newsletter agora mesmo e acompanhe as nossas dicas!