comofuncionaomodelodetrabalhohibridoentenda
Publicado em 2 de junho de 2022 Por Tec Mobile

Última modificação em:

Tempo de Leitura: 7 minutos

A sua empresa conta com algum modelo de trabalho híbrido? A pandemia de Covid-19 mudou radicalmente a maneira como os negócios fazem as suas operações nos últimos dois anos. A principal transformação foi a adoção de modelos mais flexíveis e alinhados com as demandas de um cenário no qual o trabalho lado a lado nem sempre é possível.

Com a retomada das atividades presenciais em várias cidades, muitas empresas optaram por integrar os benefícios do home office em seu dia a dia sem perder as vantagens do trabalho presencial. Nesse contexto, o modelo de trabalho híbrido é um destaque: quando bem-adotado, o negócio pode entregar as suas demandas dentro dos prazos existentes e ainda economizar recursos.

Se você quer saber mais sobre o modelo de trabalho híbrido e como ele pode ser integrado em seu dia a dia, veja o post a seguir!

O que é o modelo de trabalho híbrido?

O regime híbrido é aquele em que os profissionais passam parte de sua semana de trabalho em casa. Ou seja, ele é um meio termo entre a atividade presencial e o home office: nesse caso, o profissional executaria, na sede da empresa, apenas algumas tarefas estratégicas (ou que não podem ser realizadas em um ambiente remoto).

Como ele funciona?

Em geral, a rotina do regime remoto é adotada quando o negócio conta com recursos e a flexibilidade para não necessitar da presença dos funcionários todos os dias no ambiente corporativo. Uma vez que essa possibilidade é percebida, as equipes passam por treinamentos para serem capazes de manterem a sua rotina de trabalho ativa, sem comprometer os resultados da empresa. Isso garante que fatores externos impactem menos a qualidade do serviço prestado.

Além disso, a equipe de TI realizará ajustes na infraestrutura tecnológica do negócio. Ela deve garantir que os times vão conseguir manter seu dia a dia sem interrupções causadas por falhas de hardware. Modificações também são feitas nas políticas de segurança e privacidade digital para reduzir o impacto dos riscos relacionados ao trabalho remoto na confiabilidade do cotidiano da empresa.

Em outras palavras, o modelo de trabalho híbrido funciona a partir da criação de uma cultura de trabalho mais flexível e dinâmica. Ela terá como base ferramentas tecnológicas seguras e de alta disponibilidade. Desse modo, as equipes conseguem se manter conectadas aos seus times sem perder qualquer prazo.

Como ele se mostrou uma realidade cada vez mais comum nas empresas?

A transformação digital trouxe vários impactos para o ambiente corporativo. A TI passou a fazer parte do dia a dia do negócio, impulsionando projetos com mais uso de dados, garantindo mais conectividade em eventos e reduzindo prazos. Além disso, facilitou a criação de produtos com maior grau de inovação e a implementação de rotinas integradas em todos os níveis da cadeia produtiva.

Fora tais mudanças, os últimos anos foram marcados por um grande aumento na flexibilidade dos fluxos de trabalho. As tecnologias da transformação digital, como a computação em nuvem e as soluções de comunicação corporativa, facilitaram a implementação de rotinas mais dinâmicas. Elas contribuíram para otimizar o dia a dia dos profissionais e reduzir os custos.

Afinal de contas, os fluxos operacionais como o modelo de trabalho híbrido garantem que os times poderão entregar resultados em prazos menores e com mais economia. Não será necessário estar presente em um lugar para conseguir atingir os resultados esperados: basta se conectar à internet para ter acesso a todas as soluções corporativas empregadas no dia a dia da equipe.

Desse modo, o modelo de trabalho híbrido se tornou um diferencial para empresas que buscam reduzir custos e melhorar a sua entrega de resultados. Negócios contam com esse tipo de rotina para estarem sempre à frente das demandas de clientes e parceiros comerciais. Assim, podem entregar os resultados esperados com facilidade e segurança.

O que a pandemia tem a ver com isso?

A pandemia de Covid-19 afetou todas as empresas do planeta nos últimos dois anos. Ela obrigou os negócios a pararem as suas operações e a terem, de um dia para o outro, um fluxo de trabalho mais flexível. Nesse cenário, quem conseguiu integrar soluções que facilitam a mobilidade se destacou.

Afinal de contas, os negócios que conseguiram manter as suas operações em regimes de home office foram capazes de continuar as suas atividades sem grandes impactos nos indicadores de qualidade e produtividade. E, agora, com a retomada das atividades presenciais, o regime de trabalho híbrido será ainda mais importante: ele permitirá aos times manter os benefícios do home office sem comprometer os ganhos que só o trabalho lado a lado traz.

Ou seja, o negócio que adotar o modelo de trabalho híbrido contará com equipes mais flexíveis para se adaptarem a qualquer cenário. Além disso, por ter profissionais que já trabalham remotamente, ele também será capaz de enviar os seus colaboradores para eventos, viagens e outras operações em locais distantes, sem que isso comprometa a qualidade do trabalho executado. Como todos já terão uma cultura de trabalho flexível, o impacto será o menor possível.

O que as empresas devem fazer para se adequar a essa nova realidade?

Para integrar o regime de trabalho híbrido ao dia a dia do seu negócio, alguns cuidados devem ser tomados. Eles são orientados para que a empresa consiga manter uma rotina mais ágil sem grandes riscos. Confira os passos a seguir!

1. Entenda o perfil da empresa

Esse é o primeiro passo para realizar qualquer mudança no negócio com altas chances de sucesso. É importante avaliar o perfil do negócio e como ele pode se adaptar a um fluxo de trabalho híbrido. Assim, apenas os times de maior potencial terão a sua rotina modificada.

2. Crie regras de segurança digital

A cibersegurança é algo crítico para qualquer negócio que investe em um modelo de trabalho híbrido. Todos os profissionais que estarão longe da empresa terão de lidar com conexões e infraestruturas de rede não homologadas pelo time de TI. Nessas horas, a redução de risco será uma peça-chave.

A redução de riscos pode ser feita com o investimento nas soluções de TI corretas. Ferramentas como a VPN, por exemplo, garantem que o acesso à web e aos sistemas de internet do negócio seja feito por canais confiáveis. Já os firewalls e sistemas antivírus bloqueiam ameaças e conexões pouco confiáveis, diminuindo as chances de o negócio ser invadido por hackers e malwares.

3. Defina políticas de uso de dados móveis

Em alguns cenários, a empresa terá de disponibilizar internet móvel para os profissionais. Isso pode ser realizado com o apoio de um smartphone ou modem 4G. Em ambos os casos, é necessário criar uma política de consumo de dados móveis.

Tal política vai orientar as equipes sobre a quantidade de internet móvel que deve ser utilizada diariamente, assim como o volume de dados disponíveis. Para ser efetiva, a empresa precisa considerar a rotina de cada equipe. Isso garantirá aos times a quantidade exata de mobilidade no seu dia a dia, sem que as atividades sejam interrompidas por falta de conectividade.

4. Tenha as ferramentas certas

O ato de gerenciar aplicativos faz parte do dia a dia de quem trabalha com tecnologia. Ele é voltado para garantir que os profissionais sempre tenham as melhores ferramentas para o seu fluxo de trabalho. Além disso, tem como meta aplicar atualizações e ajustes que maximizem a usabilidade de cada sistema.

No ambiente de trabalho híbrido, essa é uma rotina que apresenta um destaque especial. Como os times estarão, muitas vezes, longe da equipe de TI, qualquer ajuste demandará bastante tempo. Por isso, configurar os aplicativos corretamente é algo estratégico.

O mesmo vale para as aplicações utilizadas pela equipe. Além de sistemas internos, os profissionais devem contar com recursos como:

  • as soluções de segurança digital homologadas pela empresa;
  • ferramentas de videoconferência e softwares de troca de mensagens corporativas;
  • soluções de acesso a dados na nuvem.

5. Treine as equipes

O treinamento de equipes é outra parte fundamental para manter os times bem adaptados ao fluxo de trabalho híbrido. Ele deve ser voltado para orientar os profissionais a utilizarem corretamente as ferramentas disponíveis e, ao mesmo tempo, permitir que todos saibam como evitar riscos. Desse modo, a integração do novo fluxo de tarefas será mais simples e ágil.

É importante que, após o fim dos treinamentos, os times saibam exatamente o que foi passado. Por essa razão, não deixe de adotar métodos de validação do conhecimento. Assim, você conseguirá maximizar o nível de conformidade operacional dos times que trabalham remotamente.

6. Monitore o uso da infraestrutura

O monitoramento da infraestrutura deve incluir os equipamentos que estão no ambiente remoto. Afinal de contas, eles se manterão conectados ao ambiente de TI da empresa. E, como em vários cenários eles vão utilizar conexões desconhecidas, é fundamental evitar que um trabalhador híbrido se torne a porta de entrada para ameaças de segurança de dados.

Nesse sentido, o monitoramento precisa empregar ferramentas como sistemas antivírus e firewalls. Eles facilitam a análise dos fluxos de dados no dia a dia da TI e no rastreio das brechas de segurança de dados. Desse modo, é possível bloquear qualquer ameaça rapidamente e corrigir fatores de risco para os times, antes dos prejuízos.

7. Revise processos continuamente

Mesmo após a empresa integrar o regime híbrido em todos os seus fluxos de trabalho, será necessário efetuar revisões na política de gerenciamento de TI. Isso permitirá aos times continuar a sua rotina de trabalho com a certeza de que as normas estão em linha com os padrões do mercado. Além disso, dará as bases para que melhorias sejam feitas de maneira contínua.

Para a revisão dar certo, é fundamental avaliar o impacto causado pelo modelo de trabalho híbrido no ambiente corporativo. Profissionais também precisam estar atentos a indicadores que permitam rastrear pontos passíveis de atenção, como os que apontam para as áreas de baixa performance ou com problemas crônicos. Assim, os ajustes conseguem provocar um impacto elevado no dia a dia das equipes.

Como a compra/aluguel de equipamentos para funcionários pode ajudar nesse momento?

Quando negócios migram para um modelo de trabalho como o híbrido, um dos grandes desafios é encontrar as ferramentas certas. Isso vale especialmente para o hardware que será utilizado: os times de TI deverão investir em um conjunto de computadores, tablets e até mesmo smartphones capazes de entregar o desempenho exato que os colaboradores precisam para maximizar a qualidade do seu fluxo de trabalho.

Nesse contexto, uma boa alternativa para investir em computadores e outros equipamentos de TI é o aluguel de aparelhos. Em tal modelo de serviço, o negócio terá acesso a um conjunto de hardware alinhado exatamente com as suas necessidades. Além disso, poderá modificar o seu pacote de aparelhos a qualquer momento, conforme a demanda.

O investimento no aluguel de aparelhos ainda traz outros ganhos, como a economia de recursos e a possibilidade de focar apenas no uso — e não na manutenção de equipamentos — de vários computadores. Isso contribui para que o negócio possa adotar o regime de trabalho híbrido com agilidade e mais segurança. Afinal de contas, todas as ferramentas entregues para os usuários estarão preparadas para o seu dia a dia.

Investir em rotinas de trabalho mais flexíveis se tornou fundamental após a pandemia de Covid-19. Hoje, negócios que conseguem manter uma cultura de alta mobilidade estão mais preparados para enfrentar os desafios diários do mercado brasileiro e, ao mesmo tempo, respondem com mais agilidade às demandas dos seus clientes e parceiros comerciais. Ou seja, são mais competitivos.

Mas, para que o modelo de trabalho híbrido consiga o sucesso esperado, é importante investir nas soluções certas e estar preparado para reagir às mudanças do mercado. Isso só é possível se a empresa conta com o apoio de um bom parceiro de aluguel de equipamentos de TI. Portanto, não deixe de seguir as nossas dicas e prepare-se para ter uma cultura moderna e inovadora!

Quer saber mais sobre como utilizar a tecnologia e o outsourcing a seu favor? Então nos siga no Facebook, LinkedIn, YouTube e Instagram para ficar por dentro das novidades do blog!